PGE regulamenta nova estrutura administrativa.

O objetivo é modernizar e otimizar a gestão.

No dia 12 deste mês, foi publicada a Resolução n. 13-CSPGE/2022/PGE-GAB, que moderniza e organiza a nova estrutura administrativa da Procuradoria Geral do Estado (PGERO), ad referendum do Conselho Superior da Procuradoria Geral. A normativa estabelece a nova estrutura organizacional da instituição, o funcionamento das unidades de execução e auxiliares, bem como a estrutura dos seus setores de apoio e da área finalística, além de estabelecer as atividades de competência da Secretaria-Geral.

A Resolução visa regulamentar a Lei Complementar n. 620/2011 (Lei Orgânica da PGE), com base na redação dada pela Lei Complementar 1.106/2021, e detalha a nova estrutura organizacional das unidades de atuação administrativa, aperfeiçoando e adequando o desempenho de suas competências e o seu fluxo de trabalho.

A nova estrutura alinha-se ao objetivo organizacional do planejamento estratégico, reestruturando e equilibrando a distribuição da força de trabalho, de acordo com as competências atribuídas, buscando potencializar os resultados obtidos por meio das atividades desenvolvidas pela PGE.

Dentre os motivos para a reestruturação estão, principalmente, a consolidação de um processo célere na execução dos procedimentos e adequação da estrutura para atender de maneira efetiva as demandas existentes.

Para o Procurador-Geral Adjunto do Estado, Tiago Cordeiro Nogueira, promover o alinhamento da estrutura organizacional da PGE e aprimorar o seu desempenho e a geração de melhores resultados são os objetivos principais. “Nesse contexto de transformação organizacional é necessário que se tenha uma força de trabalho coesa, motivada, capacitada e comprometida, para que a organização produza resultados mais otimizados. Frente a esse panorama, é imperioso que façamos uso de ferramentas gerenciais, tais como de estratégia, mapeamento de processos e estrutura que auxiliem nos processos decisórios e resultem em impactos positivos nos resultados institucionais. Essa reestruturação visa, prioritariamente,  promover o alinhamento da estrutura organizacional, baseando-se sempre num olhar sistêmico sobre a melhor escolha do modelo de cooperação e coordenação das diversas unidades da instituição, aprimorando o desempenho da organização e gerando resultados”, enfatizou.

A nova estrutura organizacional implantada tem como objetivo primordial a escolha do melhor modelo gerencial e coordenação das diversas áreas de atuação da PGE, promovendo o aprimoramento do seu desempenho e a geração de resultados pontuais. O alinhamento da arquitetura organizacional da instituição tem como objetivos: alinhar as disfunções da estrutura anterior, modernizando e promovendo alternativas para resolvê-las; propor um novo modelo considerando a estratégia, o processo, as pessoas e os resultados; e orientar sobre a estratégia de gestão de mudança e sua implantação.

PGE/RO – ASCOM

LINK:

Resolução nº 13/2022

https://pge.ro.gov.br/wp-content/uploads/2019/09/SEI_ABC-0023398954-Resolucao-13-2022.pdf
https://pge.ro.gov.br/wp-content/uploads/2019/09/SEI_ABC-0023398954-Resolucao-13-2022.pdf


Deixe um comentário

Este website utiliza cookies para otimizar sua experiência.