Procuradora Tais Cunha faz palestra em seminário internacional sobre Direitos Humanos e Advocacia Pública em Brasília

Compartilhe
Ministro Ayres Britto e Dra. Tais Cunha, diretora da Procuradoria de Direitos Humanos da PGE/RO

 

A Escola da Advocacia Pública da União promoveu nos dias 11 e 12 de dezembro o Seminário Internacional “O Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos e a Advocacia Pública”. O evento aconteceu no auditório da Escola da AGU em Brasília/DF.

A Procuradora Tais Cunha, diretora da Procuradoria de Direitos Humanos da PGE/RO,  foi uma das palestrantes no painel  “Desafios do cumprimento de Decisões da Corte Interamericana de Direitos Humanos”.

“Tive a honra de participar como palestrante neste evento que contou com a participação de autoridades tão ilustres, como o Ministro Ayres Britto, o André de Carvalho Ramos e o Roberto de Figueiredo Caldas, juiz presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos”, disse a procuradora.

Dra. Tais Cunha e o Dr. André Carvalho Ramos é Procurador da República e autor de importantes obras de Direitos Humanos.

 

 

O evento teve como objetivo discutir o fortalecimento da defesa do Brasil nas entidades do sistema interamericano de proteção dos direitos humanos e também a cooperação técnica entre as representações das entidades federativas do Brasil perante a Comissão e a Corte Interamericana de Direitos Humanos.

“A integração da AGU e das Procuradorias Estaduais é imprescindível para o aperfeiçoamento e êxito da defesa do Brasil perante o Sistema Interamericano de Direitos Humanos” , destacou a diretora da Procuradoria de Direitos Humanos da PGE/RO.

De acordo com a procuradora, o evento marcou o início  do funcionamento da Rede de Advocacias Públicas que foi formada  para o aprimoramento da atuação do Brasil no Sistema Interamericano de Direitos Humanos. “A rede busca fortalecer a cooperação e interação entre as advocacias públicas, tendo a nossa primeira reunião sido muito produtiva com a troca de experiências e com a elaboração de enunciados que devem pautar a atuação da rede no Sistema Interamericano de Direitos Humanos”, afirmou Dra. Tais Cunha.

FONTE

TEXTO: PAULO BESSE

FOTOS: ARQUIVO PESSOAS DR. TAIS CUNHA

PGE/RO – PROCURADORIA GERAL DO ESTADO DE RONDÔNIA

 

VEJA MAIS FOTOS:

Compartilhe